quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Terra suja

Viveremos uma vida de aventuras,
Quase como se fosse.
Caminharemos milhas em trilhas,
Passaremos por terras encantadas,
Sorriremos em desventuras,
Para sentir a brisa do mar.
Somos peixes fora da água,
Se contorcendo por sensações,
Sedentos por emoções.
Seu coração é como uma brasa,
E o meu, como uma rocha.
Tão frio, na sarjeta...
Ascenda-o por inteiro,
E feche a porta da saleta.
Meu pai tem uma arma,
Melhor você correr.
Vivemos em uma terra suja,
E somos aliados.
Quem somos nós?
Somos simpáticos para pessoas estranhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário